Share Button

O objetivo da empresa é contratar o melhor candidato que esteja dentro do seu orçamento e para isso precisará selecionar de todos os candidatos para a vaga, apenas 5 ou 6 para a fase de entrevistas.

Portanto, o processo de recolocação profissional é um jogo de eliminação onde os candidatos que sobreviverem serão os entrevistados.

Cuidados com as objeções:

Algumas objeções que você deve evitar para não ser eliminado em um processo de recolocação profissional e conseguir falar com o profissional que tem o poder de te contratar.

No currículo:

  • Qualificação – o candidato não possui a qualificação mínima para a vaga ou não colocou essas qualificações no currículo. Alguns sites de emprego possuem robôs que analisam as palavras chaves da vaga versus seu currículo. A maioria dos currículos não passam para a fase da análise humana porque caem aqui, portanto, analise a vaga em questão, veja as principais qualificações solicitadas e se as possuir, descreva em seu currículo da mesma forma que no site.
  • Erros de português – erros de português demonstram que: ou o candidato desconhece sua língua pátria, ou não empregou o cuidado necessário ao preparar um documento tão importante.
  • Falta de Clareza – essa é uma das principais objeções ao ler um currículo. A confusão ao descrever funções, qualidades e realizações, demonstra a dificuldade que o candidato tem em comunicar e vender ideias com clareza e de fazer argumentações lógicas convincentes.
  • Falta de síntese – muitos candidatos repetem em diversas partes do currículo basicamente as mesmas informações com outras palavras. O poder de concentrar em poucas palavras uma informação de conteúdo, é importante pois o recrutador não dispõe de tempo suficiente em sua jornada de trabalho para ler inúmeros currículos por dia. 

Nas redes sociais:

  • Falta de Discrição – lembro aqui uma famosa frase de Abraham Lincoln que diz: “É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do quer falar e acabar com a dúvida”.

Na entrevista:

  • Falta de respeito – além do clássico chegar no horário, respeito é algo observado desde a chegada do candidato ao prédio; como lida com a recepcionista, ascensorista, manobrista etc. Além disso, o respeito passa também por confirmar em entrevista os conhecimentos que assegurou possuir quando se aplicou à vaga.
  • Reclamar – essa é uma das maiores objeções – reclamar dos antigos líderes, colegas ou empregadores definitivamente não ajudará o candidato em nada. Ele deveria utilizar o tempo para demonstrar como poderia ajudar a empresa, evitando passar uma imagem vitimista e imatura.
  • Má aparência – não adianta achar que só o conteúdo vale; a aparência conta muito no momento da entrevista e a sua falta pode demonstrar desleixo e falta de cuidado com você mesmo. Para se vestir bem não é necessário que invista em marcas de grife, mas que vista uma roupa alinhada e adequada para a ocasião.
  • Falta de Clareza – assim como no currículo, a clareza na comunicação falada é muito importante e precisa ser treinada. A confusão mental e falta de conexão das ideias ao se comunicar é uma grande barreira que elimina muitos candidatos ao longo dos processos.

Evite essas objeções, mas considere outras estratégias e prioridades para conseguir a sua recolocação profissional. Pensando nisto, nós, da ideativeLab, criamos um e-book com os 18 fatores de sucesso de uma recolocação para que o profissional de TI crie o seu plano e consiga um novo trabalho.

Junte-se aos milhares de profissionais de TI que já estão criando suas estratégias. Faça o download gratuitamente clicando aqui.

Aplique os 18 fatores da recolocação profissional e crie a sua estratégia, dessa forma, temos certeza que terá melhores resultados.

E-book gratuito: um guia passo a passo para o profissional de TI criar a sua estratégia e conseguir uma recolocação de sucesso!

Share Button