Share Button

A cena se repete ao procurar uma vaga no LinkedIn para aplicar seu perfil, normalmente, você visualiza a informação de que outras 100, 200, 300 ou mais pessoas também estão concorrendo à mesma vaga.

O elevado número de candidatos por vaga, se deve ao fato da maioria das pessoas aplicarem-se às vagas sem possuir os requisitos mínimos necessários e também pelo fato de haver um número grande de profissionais experientes hoje no mercado.

Péssima estratégia ficar apenas aplicando às vagas no LinkedIn

Para explicar um pouco melhor, a ideia de só enviar currículos é a pior opção para a recolocação, pois é importante entender que, um profissional em busca de uma nova posição, nada mais é do que alguém vendendo seu serviço no mercado.

E para oferecer qualquer coisa, é necessário antes de mais nada, entender as necessidades e motivadores do potencial cliente, e nesse sentido, os recrutadores querem o máximo de segurança para escolher o melhor candidato para a vaga, eles não querem e não podem arcar com os elevados custos de uma contratação equivocada.

Na outra ponta, está o profissional que não está fazendo bem essa leitura e fica priorizando a rápida recolocação, busca se aplicar ao maior número de vagas possíveis, achando, que com isso, suas chances serão maiores.

É claro, que é mandatório escrever um bom currículo e se aplicar a vagas, mas atente-se ao fato de que essa opção está longe de ser a primeira utilizada pelas empresas em uma contratação.

Entenda o caminho em ordem de preferência que as empresas utilizam para contratação:

  1. Promover alguém da própria empresa para a posição – Além de ser um ato saudável e motivador para a carreira dos funcionários, diminui custos e principalmente o risco, uma vez que o profissional é conhecido pela empresa.
  2. Promover algum funcionário temporário ou terceiro para a posição – A contratação neste caso também diminui os riscos porque já se conhece o profissional. Para o profissional que está em busca de recolocação, pense na possibilidade de aceitar ou propor um contrato temporário para provar o seu valor.
  3. Obter a indicação do colega de trabalho a respeito de um profissional – Essa é uma opção bastante utilizada, pois os riscos de contratação são reduzidos, uma vez que o profissional que o indicou, atesta conhecer o trabalho e perfil do candidato e entende que o mesmo se adequa a vaga. Portanto, fale com pessoas chave dentro de empresas-alvo, participe de eventos e se relacione.
  4. Contratar alguém do mercado que prove que pode fazer o trabalho – A contratação neste caso de um profissional que prove ser capaz de realizar a atividade. O profissional tem evidências de trabalhos realizados com êxito. Se você é um programador mostre suas linhas de código, se é um profissional de projetos demonstre seus principais cases de projetos entregues.  Utilize seu perfil no Linkedin e blogs pessoais para destacar esses valores.
  5. Utilizar uma agencia de confiança ou recrutador externo para realizar a busca pelo profissional adequado – Neste caso a empresa pode optar por uma consultoria especializada em recrutamento ou headhunter.
  6. Fazer o anúncio da vaga aberta em sites de emprego – Quando as empresas-alvo ou empresas de recrutamento e seleção não tem o perfil do candidato em seus bancos de dados, elas anunciam a vaga em sites de emprego.
  7. Em último caso, utilizando um currículo não solicitado

Prepare muito bem o seu currículo, mas considere outras estratégias e prioridades para conseguir a sua recolocação profissional TI. Pensando nisto, nós, da ideativeLab, criamos um e-book com os 18 fatores de sucesso de uma recolocação para que o profissional de TI crie o seu plano e consiga um novo trabalho.

Junte-se aos milhares de profissionais de TI que já estão criando suas estratégias. Faça o download gratuitamente clicando aqui.

Aplique os 18 fatores da recolocação profissional e crie a sua estratégia, dessa forma, temos certeza que terá melhores resultados.

E-book gratuito: um guia passo a passo para o profissional de TI criar a sua estratégia e conseguir uma recolocação de sucesso!

Um forte abraço.

Alex Dela Costa e Reinaldo Gandelini

Recolocação profissional TI

Share Button